O novo Peugeot 208, principal atração da marca francesa no Salão do Automóvel de Genebra, chega ao mercado brasileiro em meados do ano que vem.

A montadora ainda não confirma detalhes de produção, mas o hatch compacto deve ser feito na Argentina. O carro mantém as proporções do modelo atual e mistura elementos modernos a detalhes retrô. A logomarca no centro do capô remete aos veículos produzidos pela Peugeot nas décadas de 1960 e 1970.

 

Novidades por aí

Patrice Lucas, presidente do grupo PSA Peugeot Citroën na América Latina, afirma que, a partir de 2020, carros produzidos na fábrica de Palomar utilizarão a nova plataforma global da marca. “Esses produtos serão confirmados no momento oportuno”, diz o executivo.

O 208 atual é montado em Porto Real (RJ). Com a mudança, a fábrica nacional do grupo PSA deve se concentrar na produção de utilitários esportivos compactos. Com quatro metros de comprimento, o novo compacto da Peugeot é apenas 0,8 cm maior que o antecessor e 30 quilos mais leve.

No Brasil, o futuro 208 deverá ser equipado com o motor 1.2 flex de três cilindros, que terá também uma versão turbo. Na Europa, o carro terá opção elétrica capaz de percorrer até 340 quilômetros até pedir recarga.

 

Mercado

O lançamento do compacto vai redefinir o papel da Peugeot na América do Sul. A marca passa por um bom momento na Europa, mas sofre com os resultados ruins na Argentina, mercado em que está entre as líderes.

No Brasil, a empresa tem recuperado a rentabilidade ao investir em produtos de maior valor. Seus maiores sucessos atualmente são os utilitários esportivos 2008 (a partir de R$ 70 mil) e 3008 (R$ 161 mil).

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *