Folhapress

 

A comunicação oficial de um condomínio pode ser feita de diversas maneiras: email, cartaz, bate-papo, assembleia e até televisores nos elevadores.

Todas essas ferramentas, das mais simples às mais modernas, podem servir para transmitir informações aos moradores de forma clara e transparente. Isso ajuda a evitar até mesmo processos judiciais.

“A comunicação deve acontecer sempre por meio oficial. Existem grupos de moradores no WhatsApp, porém não recomendamos que o síndico e a administradora participem, pois não é oficial”, afirma o administrador de empresas Ricardo Karpat, diretor da Gábor RH.

 

Redes sociais

O síndico profissional Gustavo Moretti também é crítico das redes sociais e de outros meios de comunicar informalmente.

“Facebook e grupos de WhatsApp são dois grandes vilões, porque as discussões fogem do controle. As pessoas escrevem o que querem, chamam de ladrão, xingam um ao outro. Cria atrito entre moradores. Pode levar a ações judiciais”, explica.

Ricardo Karpat afirma que a comunicação não deve ser tratada como algo esporádico. “Deve haver planejamento para sua eficácia”, afirma.

Os televisores em elevadores são a forma mais eficaz defendida por Vanessa Gantmanis Munis, 38 anos, da Vanessa Munis Síndica Profissional. Ela destaca uma vantagem que poucos condomínios sabem: são oferecidos gratuitamente por empresas do ramo. “Colocamos como boletins de notícias as decisões de assembleia, por exemplo. As pessoas param para ler. Evita desperdício de papel e é eficiente”, conclui.

Leia também

Deixe uma resposta