A mostra Mariana, homônima ao livro de Christian Cravo, com curadoria de Adriana Cravo, chega a São Paulo depois de passar por Salvador e Fortaleza. Nesta segunda individual do fotógrafo baiano no Instituto Tomie Ohtake, estão reunidas 26 fotografias impressas em fine art, que retratam as memórias humanas da maior tragédia ambiental do país: o rompimento da barragem de Fundão, que vitimou fatalmente 19 pessoas e desabrigou centenas de famílias em Mariana – Minas Gerais, em 2015. “A escolha das imagens, assim como o título que cada uma delas recebeu, teve a intenção de gerar empatia e aproximar o público do cotidiano roubado das pessoas que ali viviam até o momento da tragédia”, explica a curadora.

Quando: de terça a domingo, das 11 às 20 horas. Até 27 de outubro.

Onde: Instituto Tomie Othake – Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros

Telefone: 2245-1900

Grátis.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *