No inverno é comum sentir mais fome e, com isso, até consumir alimentos gordurosos, já que o corpo trabalha mais para manter a temperatura normal.

“A comida fica naturalmente mais gostosa no inverno e consumimos coisas que não comeríamos em outra estação. O cérebro pede por comidas mais calóricas no frio. Por isso é fundamental controlar e ter uma alimentação saudável”, diz Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês.

 

Comidas quentinhas

No inverno, a tendência é tomar mais caldos e canjas, segundo Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição.

“Quando fizer um caldo, não misture vários tubérculos, faça um caldo verde saudável, usando legumes na cor verde, como brócolis, couve flor, chuchu, couve, espinafre e repolho”, explica.

“Refogue e bata todos juntos fazendo um creme. Você terá um caldo verde saudável sem se incomodar com o ganho de peso, que não ocorrerá”, explica.

 

Alimentação balanceada

A alimentação no inverno tem que ser seguida como em qualquer outra estação.

“Nosso gasto será maior, pois o metabolismo tem que aumentar a queima para manter a temperatura. Se a pessoa manter uma alimentação balanceada e saudável, sua perda calórica será maior, consequentemente levando ao emagrecimento. Podemos aumentar o volume proteico para manter a saciedade, já que a queima nessa estação será maior”, explica Gabriela Cilla, nutricionista clínica, funcional e esportiva.

Gabriela completa afirmando que o mais importante é manter a alimentação bem variada e saudável. A nutricionista finaliza alertando que no frio não temos muita sede, mas é preciso aumentar a ingestão de água.

“É preciso aumentar a ingestão de água no frio para não sentir sintomas como dor de cabeça e mal-estar que são causados pela desidratação”, orienta.

Leia também