Passam-se os dias e a administração municipal não consegue resolver os problemas da saúde na cidade. Todos os dias, munícipes se deparam com a falta de medicação e material para coleta, fila para marcar consultas, prazos extensos para realizar exames, ausência de médicos e um péssimo atendimento, principalmente nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).

Para tentar esclarecer os motivos desse caos e os altos valores que estão sendo pagos à Organização de Saúde para gerenciar hospitais e alguns prontos socorros, o MBL (Movimento Brasil Livre) Osasco está cobrando dos vereadores que criem a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde.

Um abaixo-assinado foi criado nas redes sociais (https://peticaopopular.com.br/mobile/view.aspx?pi=BR85168) para que os munícipes assinem e ‘obriguem’ os parlamentares a investigarem o porquê da atual gestão não conseguir oferecer um serviço de qualidade.

Leia também