Na última quarta-feira, 09, o Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou a denúncia do Ministério Público de São Paulo contra o ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Fernando Capez, por corrupção passiva e lavagem e dinheiro na ‘máfia da merenda’.

Com essa aceitação, Capez vira réu em uma ação que investigou o esquema que consistia na venda de produtos superfaturados de cooperativas agrícolas para fornecimento de merenda em escolas estaduais de São Paulo.

Ele foi denunciado em janeiro de 2016, após a Operação Alba Branca. Segundo o Ministério Público, o dinheiro desviado foi de R$ 1,1 milhão, equivalente a 10% dos contratos, e bancou as despesas da campanha de Capez em 2014.

Leia também

Deixe uma resposta