O clima esquentou na Câmara Municipal de Santo André na última terça-feira, 07. O motivo foi o projeto de lei do Executivo – protocolado na Casa pouco antes da sessão começar – que prevê um acordo compartilhado dos serviços de distribuição da água no município entre o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo).

Os servidores do Semasa se manifestaram por medo de perderem o emprego. Enquanto isso, alguns vereadores queriam colocar o projeto em votação e até sugeriram uma sessão extraordinária, mas foram ‘derrotados’ pela oposição. A sessão foi encerrada sem discussão do que será realizado com o projeto do Executivo.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *