Folhapress

Um produto versátil e que garante um efeito natural, indicado para deixar lábios e maçãs do rosto corados. Esse é o lip tint, uma espécie de batom que virou o novo queridinho da maquiagem. Além de ser aplicado na boca, ele é multifuncional e pode ser usado, também, como blush e sombra.

Versátil

A maquiadora Juliana Rakoza, da Beauty4Share, explica que o produto não tem brilho nem textura de cor. Funciona como um pigmento, como se tingisse os lábios, mas de uma forma natural.

“É como se a pessoa tivesse comido uma amora, que dá um pouco daquela pigmentação vermelha nos lábios”, explica.

Mas ela faz um alerta: é preciso cuidado na hora de aplicar para não ficar com um efeito borrado. “Menos é mais”, avisa. “Como é semelhante a uma tinta, tem que usar muito pouco e ir adicionando conforme sentir necessidade”, explica.

E como usar?

Juliana Rakoza explica que a aplicação do produto deve ser usando as pontas dos dedos e dando leves batidinhas para conseguir o efeito de uma pigmentação natural do lábio. O mesmo vale para o uso como blush ou sombra.

“Se for com muita sede ao pote, a maçã do rosto pode ficar manchada. E não adianta esfregar para tirar, porque ele não vai sair. Para consertar, vai ter que passar base, refazer a maquiagem da pele”, explica Juliana.

Para quem não dispensa um brilho, a maquiadora Gisele Santos afirma que o gloss pode ser aplicado por cima do lip tint. “O produto também pode ficar mais intenso, caso a pessoa use mais camadinhas”, ensina.

Nem tão novo assim

Embora esteja em alta neste ano, Gisele lembra que o primeiro lip tint foi lançado em 1977 pela empresa americana Benefit. A marca produz até hoje o Benetint, um dos mais conhecidos no mercado e que tem um custo mais alto, sai por R$ 169.

É possível também encontrar versões mais em conta: de R$ 6 a R$ 30.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *