As partidas do returno da Superliga Feminina estão chegando ao fim. Com os jogos que acontecem na próxima semana, após o Carnaval, as meninas do vôlei completam a 9ª rodada da competição, faltando apenas duas para que sejam conhecidas as equipes para as quartas-de-final.

De acordo com o regulamento, a próxima fase será disputada pelas oito equipes de melhor índice técnico na soma dos pontos do turno e returno, e as partidas serão disputadas em cruzamento obedecendo-se ao seguinte ordenamento: 1º X 8º; 2ºX 7º, 3ºX 6º e 4ºX 5º em um sistema de play-off melhor de três jogos, vencedoras de 2 partidas.

 

Na tabela

As primeiras classificadas, até o momento da competição, para disputar a próxima fase – até o fechamento dessa edição, os jogos do Vôlei Nestlé contra o Camponesa Minas e do Dentil Praia Clube contra o Sesi não haviam terminados -, seriam o Sesc RJ, Dentil Praia , Vôlei Nestlé, Camponesa/Minas, Hinode Barueri, Fluminense F.C, Pinheiros e Vôlei Bauru. No entanto, com os pontos somados nas próximas partidas pode ser que a classificação seja alterada.

A situação na Superliga se mostra complicada para o Sesi-SP que está na última colocação com apenas 4 pontos – das 18 partidas disputadas perdeu 17 –  o Renata Valinhos com 7 pontos – somou pontos apenas nos dois jogos que venceu nos 18 jogos – e o BRB/Brasília Vôlei com 10 pontos, que venceu 14 partidas.

 

Equipes masculinas (Título diferenciado)

Na Superliga Masculina, os meninos do vôlei entram em quadra após o Carnaval pela 6ª rodada do returno. Até o momento da competição – que funciona nos mesmos moldes do campeonato feminino -, a liderança está com o Sada Cruzeiro que venceu 14 jogos em 16 partidas disputadas. Na parte debaixo da tabela estão o Copel, o JF Vôlei e o Ponta Grossa/Caramuru.

As partidas do returno terminam no dia 17 de março quando serão definidas as oito equipes que avançam para as quartas-de-final.

Leia também

Deixe uma resposta