Com Agência Brasil

As agências da Caixa Econômica Federal no estado de São Paulo abrirão nos próximos dias, independentemente da antecipação de feriados na capital e em várias cidades do estado, informou o presidente do banco, Pedro Guimarães. Segundo ele, o banco funcionará inclusive aos sábados para o saque do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras).

“Nosso objetivo é manter o equilíbrio. O auxílio financeiro é fundamental para 60 milhões de brasileiros”, disse Guimarães.

O presidente da Caixa apresentou um balanço do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial, que começou na última segunda-feira, 18, para os beneficiários do Bolsa Família. Até as 14 horas de terça-feira, 19, 3,8 milhões de brasileiros haviam sacado cerca de R$ 3 bilhões nas agências do banco, nos caixas eletrônicos e em casas lotéricas.

Na quarta-feira, 20, o pagamento da segunda parcela deve aumentar com o início da liberação do segundo lote para trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Diferentemente dos inscritos no Bolsa Família, o dinheiro será apenas depositado nas contas poupança digitais e só poderá ser retirado em espécie de 30 de maio a 13 de junho, dependendo do mês de nascimento do beneficiário.

Balanço acumulado

Até as 14 horas de terça-feira, 19, a Caixa pagou o auxílio emergencial a 51 milhões de brasileiros, num total de R$ 36,2 bilhões. O número inclui tanto a primeira como a segunda parcela. Se for considerada apenas a primeira parcela, 51 milhões de pessoas receberam R$ 33,2 bilhões.

Segundo Guimarães, a Caixa terminará o mês tendo pagado o auxílio a 59 milhões de brasileiros. Isso porque, de hoje até 29 de maio, um grupo de 8,3 milhões de pessoas que tiveram o benefício liberado recentemente estão sacando a primeira parcela, conforme o mês de nascimento.

Na última sexta-feira, 15, a Dataprev, estatal de tecnologia que analisa os pedidos de auxílio emergencial, liberou o benefício a esse contingente.

Calendário

A partir do dia 30, os inscritos no CadÚnico e os trabalhadores informais poderão sacar a segunda parcela em espécie. Até lá, eles apenas poderão movimentar o auxílio emergencial por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos bancários e compras em estabelecimentos parceiros da Caixa.

O presidente do banco explicou que o objetivo do calendário mais espaçado que o do mês passado é evitar aglomerações nas agências, como ocorreu com o saque da primeira parcela.

De hoje até 13 de junho, as agências da Caixa deverão receber cerca de 2,5 milhões de pessoas por dia. “Essa separação que fizemos [no cronograma] faz com que não tenhamos grande demanda concentrada de duas, três semanas atrás”, justificou.

Suspensão de contratos

A vice-presidente de Governo da Caixa, Tatiana Thomé, apresentou um balanço do Benefício Emergencial (BEm), pago a trabalhadores com contrato suspenso ou jornada reduzida durante a pandemia do novo coronavírus. De 4 de maio até as 14 horas de terça-feira, 19, o banco pagou R$ 1,8 bilhão a pouco menos de 2 milhões de trabalhadores.

Do valor pago, R$ 1,2 bilhão foram depositados em contas de correntistas da Caixa Econômica Federal, R$ 608,4 milhões, creditados em contas poupança digitais e R$ 27,8 milhões foram pagos por meio do Cartão do Cidadão.

O BEm equivale a uma parcela do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito se fosse demitido.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *