A palavra economizar não faz parte do dia a dia de muitos brasileiros. Na maioria dos casos, isso ocorre pelo fato do orçamento ser apertado para as despesas mensais e, em outras situações, porque não haver um controle dos gastos – muitas vezes desnecessários.

Mas você sabia, caro leitor, que mesmo com uma renda mensal ‘apertada’ é possível fazer aquele famoso ‘pé de meia’ para uma despesa emergencial ou até mesmo para realizar um sonho? No primeiro momento você pode achar que essa repórter está equivocada e que economizar não faz parte da sua realidade. Mas você já se esforçou para guardar uma graninha? Tem vontade de ter a sua reserva? O Jornal do Trem & Folha do Ônibus vai lhe mostrar que é possível, basta dar o primeiro passo.

 

Realidade e conhecimento

Para começar a economizar, o cidadão precisa ter o conhecimento das suas receitas e despesas. Para isso, não precisa ser um mestre em contabilidade e conhecedor profundo da matemática – com uma simples calculadora é possível fazer todos os cálculos e ter o diagnóstico das finanças, como explica o coach financeiro, Lucas Santos.

“É possível que a pessoa consiga economizar, mesmo com um orçamento curto, desde que faça o “diagnóstico financeiro”, uma espécie de raio-X da vida financeira. Ela vai examinar e anotar diariamente todas as despesas e receitas no período de 30 dias. Feito isso, ela terá clareza de como está as suas finanças e assim poderá cortar gastos supérfluos ou desnecessários – saídas ao shopping, gastos com roupas e sapatos, vícios, entre outros -, possibilitando trocar a vida endividada por uma com capacidade de investimento, mesmo que ainda seja pouco dinheiro”, comenta o especialista.

 

Análise e cortes

Quando a pessoa decide fazer uma economia, deve estar disposta a reduzir os gastos – mesmo que sejam tentadoras as promoções e os convites dos amigos para as ‘baladinhas’ – e rever os erros financeiros que comete no dia a dia. Dessa forma consegue se planejar financeiramente e iniciar os seus investimentos.

“O brasileiro tem o costume de achar que o limite do cheque especial é extensão do salário e isso é gravíssimo. Outro erro é comprar equipamentos caros e achar que a parcela cabe no orçamento sem antes ter planejado aquela compra. Porém, o principal motivo pelo qual o brasileiro não consegue ter uma reserva financeira é a falta de planejamento prévio. Gosto da frase “o combinado não sai caro”, então se o planejamento for feito previamente pelo cidadão e ele tiver ciência da sua situação financeira, certamente conseguirá se organizar para ter uma reserva”, alerta Lucas Santos.

 

Você vai conseguir

Até aqui, caro leitor, você viu que para começar a economizar basta ter foco e determinação. Sendo assim, o próximo passo, segundo Lucas Santos, é descobrir a sua capacidade de investimento e saber aonde aplicar o dinheiro – com muito pouco você pode iniciar sua reserva financeira.

“Descubra a sua capacidade de investimento, ou seja, o quanto de sua renda você consegue poupar e destinar mensalmente para algum tipo de investimento. O segundo passo é abrir conta em uma das corretoras de investimento e decidir em qual aplicação fazer o seu pé-de-meia, ou o Tesouro Direto a partir de R$ 30,00, e até mesmo os Fundos Imobiliários a partir de R$ 100,00. Por fim, ter disciplina para mensalmente destinar o valor ao investimento, acumulando capital e aproveitando o poder dos juros compostos”, ensina o coach financeiro.

Leia também