Da Redação

Para muitos, pegar no sono à noite é uma tarefa árdua. Mesmo cansada, a pessoa tem dificuldades de dormir e, quando consegue, tem o sono interrompido durante a madrugada. A conseqüência desse transtorno acaba afetando o comportamento ao longo do dia.
Mas se você sofre desse mal, saiba que existem algumas ações que precisam ser adotadas antes de ir para cama e técnicas de relaxamento que agilizam o ‘pegar no sono’.

O tormento
A insônia se caracteriza pela dificuldade em iniciar o sono ou por acordar durante a noite com dificuldade para voltar a dormir. Mas por que muitas pessoas apresentam esse problema?
Uma demora de mais de 30 minutos para dormir, em uma sequência de dias, já é um sinal que o indivíduo está sofrendo de insônia.
“Se o sono está fragmentado, tem sonolência diurna, pouca energia, irritabilidade e demora mais de 30 minutos para começar a dormir, e esses fatores se repetem pelo menos três vezes por semana durante um mês, é a insônia se manifestando como um transtorno”, diz Andrea Bacelar, médica neurologista e presidente da ABS (Associação Brasileira do Sono).

A importância do sono
O sono é uma necessidade fisiológica. Segundo o neurologista Fabio Porto, do Hospital das Clínicas, “para termos uma noite reparadora, é preciso entrar em estado profundo de sono. Para isso, é necessário dormir com regularidade, ou seja, no mesmo horário, o mesmo número de horas, em ambiente escuro e silencioso. Quem dorme pouco, não atinge esse ciclo”, afirma o especialista.
O número de horas para ter uma noite ideal e reparadora de sono depende de cada pessoa. “No geral, os adultos dormem de sete a oito horas por noite e conseguem descansar. Há quem durma mais, ou menos, e não sente fadiga. Mas esses hábitos podem trazer problemas mais graves de saúde, se forem constantes”, afirma Luciano Ribeiro, neurologista e ex-presidente da ABS.

Muitas soluções
Quem sofre com a insônia precisa verificar se está cometendo alguns erros na hora de deitar e procurar formas de tratamento – sejam alternativos ou clínicos.
Nos anos 1980, o treinador americano Lloyd Bud Winter criou uma técnica que promete fazer a pessoa pegar no sono em apenas dois minutos. Em resumo, o processo indica que o relaxamento é o principal ponto para apagar.
“O treinador sugere técnicas de relaxamento, o que, sem dúvida, podem ajudar a adormecer”, diz a bióloga Cláudia Moreno, vice-presidente da ABS (Associação Brasileira do Sono).
“As técnicas de relaxamento são úteis a todos. É importante perceber que o cansaço ou fadiga podem atrapalhar o início do sono”, completa.

Leia também